Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Dengue’

Texto transferido para o 42.
Desculpem o inconveniente.
Tudo isto é um grande link. Cliquem aqui para a transferência gratuita para o outro blogue.

Read Full Post »

Para: caern@caern.com.br, comunicacao@caern.com.br, comercial@caern.com.br, Ministério Público do Rio Grande do Norte
Data: 22/03/11, 09:21 AM

Existe um vazamento de água limpa na Rua Aderbal de Figueredo, Petrópolis, em frente ao Centro de Turismo.

Eu comuniquei o ocorrido primeiramente há duas semanas, através do telefone de número 3232-4439, e o administrador de um dos edifícios da rua, principal afetado pelo vazamento, também o fez. O problema já foi apontado mais de uma vez, por mais de uma pessoa, sem qualquer providência tomada, há pelo menos 15 dias.

A via que leva a um dos pontos turísticos mais visitados da cidade está permanentemente alagado e um buraco já se forma na entrada do largo que dá para os citados edifícios.

Espero que este email traga algum resultado, já que os telefonemas não conseguiram sucesso.

Cordialmente,
Igor Santos

———

Agora vamos esperar para ver no que dá.


Opa! Recebi vários emails de volta.

Um deles de “Mail Delivery System” (MAILER-DAEMON@ironout.rn.gov.br) dizendo que “5.1.0 – Unknown address error 550-‘5.1.1 : Recipient address rejected: User unknown in local recipient table’“. O que quer que isso signifique.

No entanto, recebi também um de “comunicacao” (comunicacao@caern.com.br), dizendo o seguinte:

Bom dia, Sr. Igor.

Encaminhamos sua reclamação a nossa equipe operacional para que seja verificada.
O prazo para a realização do serviço é de 72 horas.
Nas próximas vezes que o senhor quiser fazer alguma denúncia de vazamento de água ou esgoto, por favor, entre em contato com nosso setor de Teleatendimento pelo telefone 0800 084 0195.
Ao denunciar, o senhor receberá um número de protocolo de atendimento que servirá para o senhor acompanhar o andamento do serviço.
Pedimos desculpas pelos transtornos e agradecemos o seu contato.

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação Social – CAERN

Ótimo, um telefone novo para a minha lista.

O segundo email excitante do dia veio agorinha [15:30] da Ouvidoria de Ministério Público (ouvidoriamp@rn.gov.br), e lê:

Prezado Senhor,

Encaminharemos a sua comunicação à Coordenadoria das Promotorias de Defesa do Meio Ambiente da capital, para a adoção das providências que forem entendidas como cabíveis.
Atenciosamente,
Ouvidoria do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte

Excelente! Serviço rápido e eficaz. Pelo menos por escrito.
Amanhã eu passo lá de novo. Qualquer mudança eu aviso aqui.

Read Full Post »

Existe agora no mercado um revolucionário produto que resolverá inúmeros problemas ao mesmo tempo (quando eu digo “inúmeros” quero dizer “5”).

Tiro e queda! Sua família nunca mais será vítima de H1N1!

O produto é baseado no comprovado efeito da bissecular homeopatia (são duzentos anos!!!! Isso prova que funciona!!!!!), onde menos é mais!
Sim! Quanto menos coisa dentro, mais efeitos ela faz!
(Quando será que vão inventar dinheiro homeopático, hein!? rsrsrsrs)

Primeiro R: recicla água que seria desperdiçada em descargas desnecessárias!

Infelizmente a Indústria Farmacêutica quer todo o dinheiro para ela e vai tentar impedir você de se vacinar com uma VACINA QUE REALMENTE FUNCIONA!

A vacina custa somente 200$Reai$ e vem numa fantástica caixa produzida a partir de TetraPak reutilizada e 50 cápsulas de eco-vacina com veículo a base de açúcar orgânico.

O açúcar é ORGÂNICO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!¡!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!111

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Segundo R: reutiliza embalagens de leite (lavadas, lógico! rsrs) para armazenar as cápsulas!

Não é QUALQUER eco-vacina!
É uma eco-vacina HOMEOTICA!!!

E, repassando esse email para 15 amigos, uma benção cairá sobre sua família e vocês, ao comprarem a eco-vacina homeopática (claro) estarão também livre da dengue! Esse milagre é poderosíssimo, mas você deve repassar esse email. Senão uma chuva de *granito* cairá sobre sua casa.
(brincadeira! kkkk lol :))

Terceiro R: reduz os ganhos da indústria de medicamentos ao aumentar os meus (isso e a população que, se tudo der certo, deve diminuir bastante também)!

O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO?!?¿??!interrogação???/?


Ideia roubada sob proibição explícita da autora original

Read Full Post »

Mudei o nome porque estava ficando sem idéias (saiba do que estou falando).

Mais exemplos de pessoas que acham que o Google é uma pessoa bem sabida e bem prestativa:
comprar garrafa para agua;
onde evapora mais rápido:água em um copo ou em uma xícara?;
para o que telescopio telescopio hubble;
sinto coceiras no osso do torax;
fruta que varios passaros gosta de se alimentar;
como eu sei se meu cerebro esta bem

E há quem ache que é um fórum:
alguem sabe alguma frase da dengue

Outros aparecem em busca de satisfação de seus fetiches:
sexo garotas corpo suado;
homem suando;
caiu na net voyerismo;
sexo cocal do sul;
pessoas com o rosto deformado (tem de tudo mesmo);
pica das galaxias (tô dizendo!);
sena.mulher.fazendo.sexo.com.cachorro (.com.br);
robert koch com o premio nobel na mão (mudou de nome?);
“amassar a garrafa” (ah, os eufemismos…)

Alguns tentam achar justificativas para qualquer coisa:
artigos cientificos sobre traição;
para que serve a traiÇÃo?
;
artigos de opinião sobre traição

E outros simplesmente não vão achar o que procuram aqui:
atualidades da dinamarca;
imovel bloqueado no cartorio;
onde existem vampiros;
tecidos com cheiro de doce;
qual o psicologico da lâmpada incandescente;
tecnologia arvores

Os vencedores de busca são, de longe: picasso, mortal kombat e fórmulas infalíveis de se ganhar na mega sena.
Pessoas, entendam de uma vez por todas; se existisse uma maneira de se ganhar, o diabo do concurso não acumularia tantas vezes.

Agora, a minha favorita da semana: musica esquerda direita eu piso no diabo.

Read Full Post »

Seguindo a minha mais nova tradição, apresento a terceira coletânea de artigos que acho interessantes para que os recém-chegados e leitores de fins-de-semana não precisem se cansar fuçando demais.
A primeira está aqui, a segunda está aqui.
Se se interessar, clique na palavra sublinhada.

Artigo puramente filosófico sobre traição (“filosofia” é uma palavra boa para se usar nesses momentos, porque protege qualquer barbaridade que se escreva). Vegetarianismo explicado.

Como finalmente acabar com a Dengue (numa cidade como Natal).

Para os que já queimaram o foquito (e se perguntam por quê). Lâmpadas que deixam de funcionar.

Mentir é feio (mas não é o nariz que cresce). Um pequeníssimo guia de falácias.

Ô ô ô, sorria… (e aprenda a criar rostos com símbolos). Uma palavra grande com um significado maior ainda.

Que bundinha gostosa… (o conteúdo também é bom, segundo alguns). Formigas, Parasitas e co-evolução.

Relaxe (sério, relaxe…). Um texto sobre a nossa importância no Universo.

Vários nomes grande e coisas que você não sabia (nem se interessava em saber) sobre sabão.

A sabedoria do Rei do Baião (e porquê Bio-química é tão importante hoje em dia). MHC vs. Atração Sexual.

Homenagem devida aos fisicistas (e mil links). Participação na blogagem coletiva no dia do Físico.

Mais uma vez, uma aula de como ser mal-sucedido no mundo do crime.
Um sujeito desprovido de caráter mas com um nome conhecido.
Depois leiam isto.

Para os que ainda não sabem, cada linha sublinhada dessas aí em cima é clicável, com uma ligação que leva para outra página, com o artigo indicado.

Não desistam de mim, estou sempre por aqui.
Até a próxima!
=¦¤þ

Read Full Post »

Dengue só vai se acabar quando o Aedes aegypti for extinto e se o vírus não achar outro hospedeiro.

Não gosto de ser o arauto do terror nem o núncio do pânico, mas desde que o mosquito consiga pôr ovos, locais propícios faltarão jamais.

Por mais que se furem todas as latas, se virem todas as garrafas, se troque toda a água de jarro por terra e se queimem todos os pneus em rodovias federais durante protestos criminosos e indecentes, não vai parar de chover (pelo menos não aqui em Natal, pelo menos não no futuro próximo) e água não vai deixar de empoçar (ô palavrinha feia…).

Aqui, nós temos o segundo maior parque urbano do país (o maior natural, não-reflorestado) mais milhares de árvores espalhadas pelos canteiros e casas urbanas e de praia. Cada uma dessas árvores tem milhares e milhares de folhas que, pela falta de estações bem definidas a essa pouca distância do equador, estão o tempo todo sendo repostas, o que significa o descarte das velhas em favor das novas (“não vou mais com meias velhas, só vou com meias novas”). Cada uma dessas folhas mortas é um potencial receptáculo de água da chuva (que, através de impacto mecânico, derruba ainda mais folhas), se tornando também um berçário para os ovos dos mosquitos (se for verdade que tampinhas de garrafa também podem ser).

Os ovos são postos acima d’água e podem sobreviver na secura por mais de um ano, em condições favoráveis (umidade, temperatura, falta de perturbações, etc). Quando a chuva (ou qualquer água, tanto faz, basta ser mais ou menos limpa) cai e o nível do líquido sobe, o ovo cai na água e choca (eu li que isso pode acontecer em meia hora) e se desenvolve, em mais ou menos uma semana, num mosquito adulto que pode viver até trinta dias.

Eu não sei quantas vezes a fêmea põe, mas (ainda não sabendo com certeza) li que elas podem colocar até 200 ovos duma vez e que para produzir uma fornada elas precisam se alimentar até três vezes e que cada refeição do nosso sangue (o diabo do bicho é antropofágico, só gosta de sangue humano) leva de dois a sete dias para ser digerido.

Se a digestão durar em média cinco dias e a fêmea se alimentar duas vezes para gerar os ovos, são seiscentos ovos por mosquito(a).

Nem todos esses seiscentos vão chocar, alguns vão chocar na época errada, alguns vão ser comido por lagartixas, alguns nasceram machos (só as fêmeas se alimentam de sangue para ter energia suficiente para produzir ovos, fora esse tempo, tanto elas quanto eles se alimentam de seiva e néctar, como as borboletas), alguns vão nascer mal formados, outros não vão encontrar as condições ideais. Aliás, por falar nisso, as condições ideais para o desenvolvimento das larvas se dão num local com alta umidade e temperatura entre 25 e 30 graus Celsius. Conhecem algum lugar assim?

Voltando para o assunto “poças d’água”, quem aqui já subiu no telhado da própria casa (ou conhece alguém que o fez) para fazer o rodízio das telhas? Uma telha é uma tigela que não desenvolveu a tecnologia da borda contínua. Mas basta um empecilho (um mói de poeira ou terra ou folhas caídas) para tapar o escorrego e transforma-la num prato. Que fica escondido por duas outras telhas viradas para baixo.

Qual é o órgão da Prefeitura que vai passando de buraco em buraco (porque Natal está LOUCA de buracos, mais buraco que boneca de Vodu) das nossas ruas jogando água sanitária? Porque um buraco forrado com asfalto junta água bem que só. E junta muita.

Carros Fumacê (hoje tem muita palavra feia aqui…) são úteis porque matam os mosquitos. Mas não matam os ovos nem as larvas. E matam apenas na hora, já que a fumaça se dissipa muito rápido (não consegui achar um dado confiável, mas fumaça é fluida, que tende a se espalhar muito rápido, afinando e se diluindo, perdendo a eficácia) e toda hora tem mosquito nascendo. Para ser eficiente MESMO, a fumaça teria que jorrar vinte e quatros horas por dia, por trinta dias, o que não seria muito bom para a nossa saúde.

Esta semana eu fiz uma observação interessante. Eu trabalho num prédio que fica entre duas ruas de mão única, uma indo, outra vindo. O bico da bomba de aerossol dos carros Fumacê é fixo e aponta para o lado do passageiro (talvez para zelar pela saúde do motorista que, desse jeito, não fica exposto ao produto o tempo todo). Ou seja, quando está subindo a avenida, a fumaça está indo para os prédios aqui em frente. Quando está voltando pela rua de trás, novamente o bico aponta para o outro lado. Se a via for mão-única, os prédios do lado esquerdo jamais serão encobertos pela névoa de querosene e veneno.

Os mosquitos atacam em ambos os lusco-fuscos e são guiados pelo cheiro do gás carbônico que exalamos pela nossa respiração e através da nossa pele e pelo ácido lático produzido em nossos músculos (existem outros odores também, mas esses dois são os principais).
Depois da picada, o tempo de incubação do vírus varia entre quarenta e oito horas até quinze dias, quando ficamos doentes (mas nem toda picada transmite o vírus e às vezes são necessárias várias incidências).
Os sintomas principais são: dores nos músculos e nas juntas, manchas vermelhas pelo corpo e moleza. Mas um só não quer dizer nada, todos têm que estar presentes. Só dor nas juntas pode ser Gota, manchas na pele pode ser Chanha e moleza pode ser preguiça. Se os três sintomas estiverem presentes, corram (mas corram devagar) para o médico ou posto de saúde, bebam água como se não houvesse amanhã e DESCANSEM. Dengue não tem cura, quem faz o sujeito melhorar é seu próprio sistema imunológico que precisa de energia para detonar os invasores. Não desperdice.

E façam um acompanhamento, pois a sociedade precisa saber por onde o infectado andava ao ser picado, quanto tempo durou o quadro e a intensidade daquele modelo do vírus.

Novamente, água e cama. Muito de cada. Porque a Dengue jamais vai acabar…

Muito pouco em comum com o artigo de hoje, mas eu podia deixar essa frase passar batida não:

“Não há vida no ser que não tenha capacidade de mover-se por si mesmo. Embriões não são portadores de vida atual. Eles não têm direito e não guardam sequer expectativa desse direito (à vida)”
Cezar Peluso, Ministro do Supremo Tribunal Federal, sobre a Lei de Biossegurança-

Read Full Post »

Isso aqui

buraco

é um buraco na rua.
Notem no canto inferior direito da foto.

Esse buraco está aí desde quinta-feira, 17 de abril de 2008.
Por causa desse vazamento (notem a quantidade de água no meio da rua), o meu edifício está sem água.

Esse prédio branco

prédio

entre a árvore e o céu, por trás do muro, acima do buraco, é onde eu moro.
Neste mesmo prédio mora uma funcionária da CAERN.

Hoje é domigo.
Amanhã é feriado.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: