Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \21\UTC 2013

Mar de água sanitária

…ou essa propaganda sugere que o golfinho está num mar de água sanitária?

Read Full Post »

Já que o novo papa é um argentino e Buenos Aires tem um bairro chamado Boca, usaram muito “quem tem boca vai à Roma”. Apesar do Vaticano não ser em Roma (que é uma cidade) mas sim um país soberano.

Se fosse brasileiro, o papa chico (que se traduz em português como “come menino”), as piadas seriam, inevitavelmente ao redor de “deus é brasileiro”. Talvez com alguma variação tipo “aí já é nepotismo” ou algo parecido.

Se fosse britânico, em algum momento o Twitter explodiria com ^piadas^ (aspas irônicas) envolvendo o hino nacional God Save the Queen. Talvez cleycianniamente fundindo as duas línguas, como “já que god tem que save a the queen, ele mandou o papa” ou algo semelhantemente ridículo. A mesma pseudopiada serviria para um papa sul-africano, mas quem faz e acha engraçado esse braço trocadilhiano geralmente não sabe que existe um negócio chamado “commonwealth”.

Se o papa fosse indiano (ou de qualquer raça semelhante), iriam sem dúvida alguma perguntar “ele é o papa de qual deus?” e cair numa risada potencialmente mortal.

Durante a votação [1] leu-se muito sobre a fumacinha branca e o candidato jamaicano.

Qualquer um do Oriente Médio deveria escolher para seu nome artístico Papa Jesus II.

Um australiano eleito seria saudado imediatamente com “vai para a igreja num canguru” ou por tuiteiros usando alguma frase de efeito de Crocodilo Dundee. Pessoalmente, eu preferiria usar alguma alusão a Priscila, A Rainha do Deserto em relação aos vestidos e opulência geral do ultrapadre.

No caso de um português no cargo, não faltariam piadas racistas contra portugueses que nada teriam a ver com a igreja ou o papado. Penso em algo como “sabe como o Papa Juaquim reza? De costas para o altar HAHAHAH” e tendo vestido a roupa do avesso. Tem também o lado raço-machista, que incluiria um “até mulher tem bigode, não tem como saber se é uma mulher de vestido HEHEHEHE”.

Apesar de já morar no Vaticano, se um italiano (Papa Luigi?) virasse papa, os jênios diriam, com bastante ênfase nas palavras-chave e com explicações e esclarecimentos, “deve ser bom que pega pouco TRÂNSITO pra ir trabalhar. PORQUE ELE JÁ MORA LÁ, SACOU? O Vaticano é NA ITÁLIA, e ele é ITALI” argh, não consigo nem ironicamente. Me dá uma coceira na úvula.

Se fosse mexicano, perguntariam “ele vai trocar o chapéu de papa por um sombrero?”
Aaah, estou passando ligeiramente mal. Mas preciso continuar, é para o bem da humanidade.

Uma única piada que talvez tivesse um Ångström de graça seria caso o papa fosse nórdico. Porque alguém poderia dizer “olha, finalmente um papa da mesma raça de Jesus” e ser conseqüentemente bloqueado por todos aqueles que acham que fazer piada com Jesus Galego é imperdoável.

Se fosse francês, iam dizer que ele ia rezar a missa e consagrar não uma hóstia, mas um croissant. E ia beber os melhores vinhos.

Ou vodca, se fosse russo. Além de mandar instalar uma câmera de bordo no papamóvel.
Sério, tentar pensar em coisas desse nível encolhe meus testículos por causa da angústia de pensar que realmente existe gente assim com mais de 17 anos. Vou parar.

Mas bem que o papa poderia ser etíope ortodoxo. Porque aí ninguém teria uma piada adequada e, de repente, o Vaticano se tornaria uma ameaça política.
Fora que a Arca da Aliança seria finalmente revelada, derretendo todos os nazistas ao redor (obscuro demais para você?).

E outra coisinha: “papa” não é um acrônimo para “Pedro apóstolo, pai dos apóstolos”. Isso é retardado e quem acha que esse é o caso é um retardado. “Papa” é uma forma de se referir a um pai, tipo um “painho” grego. “Padre”, por exemplo, é a mesma coisa.

———

[1] Ou conclave, onde supostamente é o Espírito Santo quem escolhe seu representante, apesar de não conseguir convencer todos seus subordinados de primeira (onipotência, alguém?) e de às vezes escolher errado, como foi o caso de Ratzo, o Desistente (onisciência? Não, ninguém?). Tirando o fato de existir uma “lista de favoritos”.
Dissonância cognitiva é uma das coisas mais fascinantes que existem.

Read Full Post »

Seems legit.
Seems legit.

Read Full Post »

nazirangers

Read Full Post »

Email enviado ontem à empresa Nordeste Segurança (como eles só aceitam email enviado a partir do próprio site, não fiquei com cópia, por isso reproduzo-o aqui) e até agora não respondido:

Olá.
Gostaria de pedir alguns esclarecimentos em relação à frota de veículos de passeio da empresa Nordeste.

Às 13:20h da sexta-feira, dia primeiro de março, num trecho da BR-101 entre Parnamirim e Natal, Rio Grande do Norte, um veículo Gol, de placa PFK 6152 com as cores e logotipo da companhia e a inscrição APOIO OPERACIONAL na lateral, com três ocupantes, estando apenas o motorista com a farda da empresa, durante um trecho de trânsito lento – comum ao local e horário -, trafegava pelo acostamento da rodovia, ultrapassando os demais carros e, dada a oportunidade, mudando repentinamente de faixa – sem se utilizar de sinalização adequada – até que passou a seguir, em alta velocidade, uma viatura da Polícia Civil e uma ambulância, ambos com suas sirenes ligadas.

Minha dúvida é: apesar das infrações dos artigos 190 (seguir veículo de emergência), 193 (trafegar em acostamento) e 196 (trocar de faixa sem sinalizar) do Código de Trânsito Brasileiro, isso é procedimento padrão da empresa? Se não, é um comportamento aceitável por parte de funcionários da Nordeste Segurança? A empresa encoraja esse tipo de atitude ou a política interna não permite esses desvios?

Aguardo resposta.
Obrigado.

P.S. Tenho fotos dos acontecimentos descritos e posso enviá-las caso seja solicitado.

———
Dois tuítes do dia certo, com timestamp inviolável:

E o resto das fotos (não fiz um vídeo do carro seguindo a viatura e a ambulância porque meu carro estava em movimento):
IMG_4686

IMG_4687

IMG_4689

IMG_4690

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: